O Ano Novo e suas tradicoes malucas.

Olá caro leitor, nao passo por aqui há muito tempo, mas o ano acabou, agora é 2010! Estou reanimando o blog, que incrivelmente, mesmo morto, registrou algumas visitas. Como devem ter percebido, estou sm teclado ABNT, ou seja, palavras nao apresentaram cedilha e coisas assim. Chegando em SP faco uma revisao do texto…

Esse ano vim passra o reveillon na praia, e me deparei com ritos de ano novo os quais eu nunca tinha me questionado sobre, estou aqui, 03.36, do primeiro dia, do primeiro mes de 2010 e vou tentar descobrir o porque de tais ritos absurdos e comicos.Talvez nao consiga esclareceer a origem, porém dissertarei sobre a minha visao sobre os fatos.

Comecando,acho que devo esclarecer a historia do ano novo, da comemoracao, digo. O ano novo na data em que conhecemos se consolidou a apenas 500 anos, antes disso ele mudou diversas vezes de data. A primeira comemoracao de ano novo ocorreu na Mesopotamia, 2000 a.C, a festa começava na ocasião da lua nova indicando o equinócio da primavera, ou seja, um dos momentos em que o Sol se aproxima da linha do Equador onde os dias e noites tem a mesma duração. Atualmente isso corresponde a 19 de marco. Os assírios, persas, fenícios e egípcios comemoravam o ano-novo no mês de setembro (dia 23). Já os gregos, celebravam o início de um novo ciclo entre os dias 21 ou 22 do mês de dezembro, os romanos foram os primeiros a estabelecer uma data fixa para o ano novo, essa data era 1 de marco, e em 152 a.C foi alterado para 1 de janeiro, e mantido pela igreja quando adotou o calendário gregoriano, em 1582. As tradicoes variam de cultura para cultura, porém nao falarei sobre cada uma, afinal, isso nao é um livro, o foco deste texto é questionar, ou expor e mostar o quao absurdos sao esses ritos de passagem, e nao num sentido ruim, mas em um comico. Agora já esclarecida a sua origem, vamos ao que interessa.

Como a cor da camiseta que voce usa no ultimo dia do ano vai influenciar todo o próximo ano? Segundo a crenca popular, amarelo é dinheiro, vermelho é amor, verde é esperaca, azul é seguranca, e finalmente o branco, paz. Confesso que mais por convencao do que por crenca, estou de branco no momento em que escrevo este texto, mas tento entender o porque, e nao consigo, simplesmente porque nao há explicacao e ponto. É só uma convencao social, ou amenizando uma ‘tradicao de ano novo’, que todo mundo segue e nao sabe o porque.

Quando falta pouco para meia noite comeca-se a cantar “Feliz ano novo, adeus ano velho, muita saúde no bolso, dinheiro pra dar e vender…”. Como se uma música fosse mudar alguma coisa, e admitam, ela causa uma pitada de vergonha alheia. Desafio os senhores a descobrir o porque, ja pesquisei e nao obtive nenhum resultado significante.

Nao ficar com os pés no chao, para comecar o ano nas alturas, agora me diga, a altura de uma cadeira vai alterar alguma coisa? Nao, nao vai, mantenha-se com os pés no chao, isso sim deveria ser o rito, manter-se disciplinado e firme, nao voar para um mundo distante.

Comer lentilha, o grao tem um gosto horripilante, é verde e aguado, como uma coisa dessas pode te trazer sorte? Nao sei, mesmo. Mesmo assim, eu comi, segundo a crenca, uma colher, tres pedidos. Peguei só a pontinha, pra dizer que comi.

Louro na carteira. Porque, só porque é verde, voce está tentanto atrair as extintas notas de 1 pra carteira? Acredito que essa tradicao é americana, pois lá faria um pouquinho mais de sentido, afinal, a moeda corrente é verde,  falem a verdade, o cheiro daquilo nao te proporciona uma sensacao agradável..

Pular 7 ondinhas, essa eu me recuso a fazer, acho absurdamente ridiculo e sem nocao, se alguem tiver uma explicao relevante para o ato e consiga me explicar o sentido disso, talvez eu comece a fazer, caso contrário, sem chance.  Voce ja parou pra pensar na babaquice que é pular 7 ondinhas no mar? É para Iemanjá? Ofereca-lhe uma prece se achar adequado, aposto que é melhor que pular 7 ondinhas!

O amigo secreto, ah o amigo secreto. Nunca me chame para um, participo do de família pra nao ser o único a nao participar, porém com medo e repulsa. Explico, desde pequeno sempre tive costume de fazer amigo secreto com meus amigos, e em um fatídico ano, chamamos um ser a mais, que me tirou, e enquanto todos se divertiam com seus presentes, eu ficava lá parado, com meu porta retrato daqueles de lojinha de 1,99… Depois disso, nenhum presente bom veio, este ano por exmplo ganhei cuecas, um puta presente. E me impressiona que ninguém se sente a vontade para descrever seu amigo secreto, todos ficam constrangidos, mas o fazem. E sempre que voce tira alguém que voce conhece comecam os gritos: “Marmelada, marmelada, marmelada…”. Voces podem se divertir com o amigo oculto, mas desde o porta retrato, me torturo a cada rodada de troca de presentes.

Concluindo, acho a mesma coisa da maioridade, as 23.59 voce nao esta apto para dirigr, já 00.01 tudo mudou, agora voce pode tudo. Mas sim, é um tempo de renovar, mudar, inovar, afinal, nao pela data, ou pela comemoracao, simplesmente é o comeco de um novo ano, onde voce pode mudar o que quer em si mesmo, e comecar o ano mudado, nao que nao possa fazer isso a qualquer dia, mas o dia é propício, afinal, é o primeiro do ano. Por isso faca as suas promessas, resolucoes, desejos, e tudo mais. Faca de 2010 o que quiser, a final, um bom ano para todos voces que tiveram a paciencia de concluir este texto, e para os que pararam nas primeiras linhas também.

Para 2010 estou cheio de ideias para o blog, e vou tentar manter a frequencia por aqui. Ano novo, vida nova. Vida de blogueiro, entre outras coisas mais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: